Como preparar seu pet para uma viagem/mudança

 

Antes da gente iniciar essa vida de viajantes, nós gastamos um bom tempo acostumando as gatinhas ao que estava por vir: um bom tempo passado dentro da bolsinha, sacolejos de transportes como trem e ônibus, chegadas a novos ambientes; tiramos a sorte grande com a Flor, que mais parece um cachorro do que um gato, é super destemida, sociável e adaptável. Ainda assim, acostumá-la na caixinha e aos sons da rua foi complicado, era a única coisa que ela temia. Já a Fran sempre foi muito assustada, chegava a se esconder embaixo da cama quando chegava visita em casa. O processo de acostumá-las foi longo, então a primeira dica é: tenha paciência.

Comece deixando as bolsinhas de transporte abertas dentro de casa, colocando um pote com ração lá dentro, para que os bichinhos sintam que ali é um bom lugar para estar. Para transformar a bolsinha em um lugar ainda mais confortável e seguro, coloque lá dentro um cobertor ou camisa, ou qualquer peça que seu animal esteja acostumado. No nosso caso, as gatinhas amavam um cobertor nosso, dormiam sempre nele, então mandei cortar em cobertores pequenos e e agora elas viajam deitadas e cobertas com eles.

Com eles acostumados com a bolsa de transporte, passe a ir ao veterinário de ônibus ou a pé ao invés de ir de carro (ou Uber ou táxi). No começo, ficávamos muito nervosos com o fato delas terem medo dos barulhos e movimentos da rua, mas percebemos que esse era problema mais óbvio a ser resolvido. E parece ser o mais fácil, mas, ai que dó ver o medo nos olhos delas nesses trajetos! Medo esse que rapidamente se transformou em conformismo, e logo em seguida, em curiosidade e conforto. Quando eu percebia que elas estavam muito assustadas, eu abria a casinha e ficava fazendo carinho e conversando com elas, o que eu acho que dá maior sensação de segurança a elas, pois ficam queitinhas logo, logo.

Quando eles estiverem confortáveis na bolsa e nos meios de transporte, é hora de fazer pequenas viagens. Fomos para: Petrópolis, Lumiar, Trindade e São Paulo. Quanto a viagem em si, confesso que sempre foi muito tranquilo: o carro/ônibus entra em movimento, as bichas caem no sétimo sono! Mas caso seu bichinho fique nervoso ou enjoe em longas viagem, a veterinária das gatinhas recomendou o spray Feliway, que é um análogo sintético do feromônio facial felino, traduzindo: libera um odor que só é sentido pelo animal, que o transmite uma sensação de bem estar. Em viagem nenhuma, principalmente de avião, é recomendado sedar o animal! Mas existem florais que você pedir ao seu veterinário, assim como Anizen, também recomendado pela nossa vet, que acalmam seu baby.

Quanto a adaptação em novos ambientes: lembram do cobertor cortado para ficar dentro da caixa de transporte? Além de ser útil durante a viagem, ele também ajuda muito na chegada! Por ter o cheiro delas, elas deitam nele assim que tiramos tudo das bolsas de transporte. Menos de uma hora depois, elas se apossam da nossa cama mesmo, mas durante os poucos minutos que elas reconhecem o ambiente, elas o fazem em cima da cobertinha. Ah, o existe também o Feliway Difusor, que você pode carregar com você e plugar na tomada da hospedagem, e o efeito é o mesmo do spray 😉

A alimentação delas continua exatamente a mesma do Brasil: elas comem Royal Canin e é super fácil de achar, e bem mais barato por essas bandas de cá: a gente pagava R$25 por 400g aí, e aqui pagamos esse valor por 1kg.

No avião (ou ônibus, ou trem, ou carro), a recomendação geral é de não alimentar o animal para que ele não enjoe, mas fugimos dessa: quando sentimos que elas poderiam querer comer, damos ração. Água a gente oferece o tempo todo.

E com esses pequenos passos, as mocinhas se acostumaram a vida nômade com muita rapidez e facilidade. A cada viagem, o comportamento delas foi ficando mais suave, e hoje, tudo acontece no automático! Pode parecer difícil ou até impossível no começo, mas eu garanto: com amor, tudo fica mais fácil. Não abandone NUNCA!

Se precisar de mais dicas para viajar com seus pets, conte comigo! Se quiser saber o passo a passo para viajar com seu bichinho para a União Europeia, é só clicar aqui! Para saber a melhor maneira de viajar com os pets dentro da Europa, clica aqui 🙂

Boa viagem!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s